sexta-feira, 18 de março de 2011

Trágico e Real


"Se a gente consegue manter a sanidade e cumprir as normas e rotinas em que não acredita, é porque a lucidez faz a gente ver que a vida é tão banal, que não pode ser vivido como uma tragédia."

Trecho do filme argentino: "Lugares Comuns"

E parto pra banalização, porque discordo da desvalorização das coisas, das pessoas e principalmente da vida, ocorrida pela camuflagem de si mesmo.

Pessoas que se privam de viver buscando aceitação, criam essa lucidez "insana" de paradigmas que limitam seu tempo, seus espaços e suas relações. Tornam-se falsos, superficiais, fingidos, arteiros para que sejam dignos de aceitação.

Mas porque passar por cima de sua personalidade pra ser aceito por alguém?
Creio que ser aceito por alguém que entende você e lhe aceita tal qual for sua personalidade é mais válido do que viver num eterno baile de máscaras!


Autora: Laís Portela

3 comentários:

Aníssima Duarte* disse...

Nossa, é por isso que fico alegre qd vejo atualização aki!E se quiser um conselho, mude o nome do blog, pq aki tah td mais do que entendido!

E a sociedade nos induz, mas nós é que escolhemos se queremos mesmo viver num baile eterno de máscaras rodantes pelo salão...

Bjo Laís.

Laís Portela disse...

Ou Ana... ^^!
hehe... eh meu lado crítico que fala mais alto!
Esse blog mudou tanto, principalmente na criatividade e maturidade! (auto merchan!! :P)
Mas creio que o título ainda é válido...
digamos que isso é a minha vara que cutuca os "leões de zoológico", que tentam ser o rei da selva onde eles não vivem... E o nome deles? fica por aê subentendido...
;)

Brigada Ana!

Juliana Cordeiro de O.Silva disse...

GOSTEI DO TEXTO DISSE MUITO EM POUCAS PALAVRAS E DEIXOU MUITO NO SUBENTENDIDO DAS ENTRELINHAS...

AFINAL PRA BOM ENTENDEDOR...

AMO TU !

Postar um comentário

comenta aê!

 
Contador de visitas